Uncategorized

GESTÃO SOCIOECONÔMICA

Ser “socialmente responsável” e “economicamente sustentável” são parâmetros essenciais para boas práticas na produção de leite visto que eles abordam dois riscos importantes para a empresa rural.

Gerenciar e cuidar dos recursos humanos da propriedade é crítico para a sustentabilidade da empresa. Em muitas partes do mundo isso se aplica primariamente ao produtor e a outras pessoas que residam na propriedade. Entretanto, os produtores de leite devem considerar também o papel que sua empresa tem na sua comunidade como empregador, como consumidor de recursos naturais e seu potencial impacto nos vizinhos. Ao mesmo tempo, as fazendas leiteiras são empresas que produzem leite, carne e animais. Como qualquer negócio, a fazenda leiteira deve ser financeiramente viável para ser sustentável a longo prazo. A proposta de boas práticas de produção de leite relativa à gestão socioeconômica das propriedades inclui os seguintes tópicos:

• Implementar um programa efetivo e responsável de gestão de pessoas.

• Garantir que as tarefas da propriedade sejam realizadas de forma segura e competente.

• Gerenciar a empresa de modo a assegurar sua viabilidade financeira.

Implementar práticas de trabalho sustentáveis O gerenciamento de uma propriedade leiteira é trabalho que exige muita dedicação. Mesmo em escala pequena o produtor é responsável pela produção de alimentos de origem animal de qualidade, e isso requer atenção e cuidados diários. Os produtores de leite precisam considerar sua própria saúde e bem-estar, bem como os de seus familiares e funcionários. A carga de trabalho de todos deve ser razoável e sustentável. Em contrapartida, a sociedade como um todo deve garantir aos produtores um preço justo pelos seus produtos.

Contratar funcionários de acordo com a legislação trabalhista nacional

Os funcionários devem ser contratados em condições claramente definidas e documentadas. A produtividade é melhorada quando os funcionários compreendem suas responsabilidades, por isso uma descrição detalhada do seu trabalho pode ser útil. Os contratos de trabalho devem obedecer às leis trabalhistas. O trabalho infantil é ilegal na maioria dos países, sendo inapropriado em ambientes perigosos.

Gerenciar os recursos humanos de forma eficaz,

assegurando que as condições de trabalho atendam às leis trabalhistas e às convenções internacionais Os produtores de leite e seus funcionários devem estar seguros que são capazes de lidar com as demandas físicas e psicológicas requeridas pela atividade. Os produtores de leite precisam ter expectativas realistas em relação à sua equipe. O planejamento das atividades através de uma escala de trabalho e comunicações claras exercem importante papel na produtividade e segurança dos trabalhadores. O horário de trabalho deve ser sustentável e não exceder os limites da legislação.

Garantir que o ambiente de trabalho esteja em conformidade com as normas vigentes de saúde ocupacional e de segurança

Os equipamentos agrícolas e de infraestrutura não devem colocar em risco a saúde e a segurança dos funcionários e visitantes. Bom planejamento e manutenção eliminarão muitos riscos. Instalações devem estar disponíveis para o manejo seguro de animais de grande porte. Equipamentos de proteção individual, banheiros e pias devem estar disponíveis quando necessário. Considerar a vacinação para funcionários e animais para prevenir zoonoses. Exames médicos regulares devem ser realizados.

Garantir que os procedimentos e os equipamentos sejam adequados para execução das tarefas da pecuária leiteira

É importante assegurar que as tarefas realizadas na propriedade sejam feitas de forma segura, correta e consistente por todos. É responsabilidade do produtor de leite garantir que os funcionários estejam cientes e compreendam os procedimentos específicos a serem realizados. Eles também necessitam ser informados de maneira clara quem é responsável por tarefas específicas. É uma boa prática ter procedimentos escritos, geralmente conhecidos como Procedimento Operacional Padrão (POP), que detalhem como realizar cada tarefa de forma controlada e reprodutível. Esses procedimentos devem abordar todos os passos para realizar a tarefa, incluindo detalhes do processo, equipamentos e materiais, bem como qualquer risco relevante e questões de segurança. Pode ser necessário realizar uma avaliação de risco nos casos de tarefas potencialmente perigosas. Procedimentos claros executados com competência minimizam os riscos para funcionários, saúde dos animais, bem-estar animal e qualidade e segurança do leite.

Instruir e capacitar o pessoal adequadamente para realizar o trabalho

A equipe de funcionários da propriedade deve ser devidamente treinada para trabalhar de forma produtiva e segura. Isso inclui uma apresentação formal do ambiente de trabalho e explicações sobre suas funções específicas. Novos funcionários devem ser supervisionados por pessoa competente, até que estejam familiarizados com suas tarefas e compreendam o sistema de gestão da propriedade e os potenciais riscos. Oportunidades de formação continuada para os funcionários também podem melhorar a produtividade e aumentar a satisfação no trabalho. As oportunidades de formação e educação podem ser usadas para monitorar os procedimentos em uso e retroalimentar o sistema, para a melhoria contínua.

Garantir que a equipe realize as tarefas com competência

Bons gerentes têm sistemas adequados para garantir que as tarefas realizadas por outros na propriedade sejam realizadas com competência e em tempo hábil. Boa comunicação, apoiada por controle visual, manutenção apropriada de registros ou outros métodos de verificação constituem boas práticas.

Selecionar pessoas competentes para capacitar, assessorar e realizar intervenções especializadas

Escolha pessoas competentes e qualificadas para desenvolver e realizar treinamento dos funcionários. Considerar a habilidade e qualificações de pessoas e instituições que oferecem consultorias. Contratar profissionais qualificados e autorizados, tais como veterinários, técnicos em manutenção de ordenhadeiras, especialistas em higiene na ordenha e outros, para realizar trabalhos especializados.

Implementar sistemas de gestão financeira

A maioria das decisões que dão suporte às boas práticas de produção de leite tem implicações financeiras para o empreendimento rural. Usar sistemas de anotação e registros que forneçam informações atualizadas sobre a situação financeira da propriedade. O acesso a essas informações facilita a tomada de decisão acertada.

Adotar práticas agropecuárias que contribuam para alcançar as metas de produtividade e ou rentabilidade da empresa

Os produtores de leite operam em um ambiente físico e de mercado em constante mudança. Implementar boas práticas de produção de leite facilita a adaptação às mudanças. Os produtores de leite são desafiados a implementar novas tecnologias e práticas que são consistentes com seus objetivos. Exemplos incluem diferentes forrageiras ou práticas de irrigação que são mais adequadas às mudanças climáticas. Alimentação e salários são custos significativos na maioria das propriedades e melhorias nessas áreas têm grande impacto financeiro sobre a sustentabilidade da empresa. Empresas sustentáveis que se adaptam às mudanças estão preparadas para aproveitar as oportunidades que surgem para melhorar suas operações .

Planejar com antecedência para gerenciar riscos financeiros

O planejamento prévio de receitas e despesas deve ser usado para gerenciar riscos financeiros da empresa rural. Este planejamento pode ajudar a identificar e gerenciar futuros problemas de fluxo de caixa, bem como minimizar os custos de financiamento.

O sistema Lactag ajuda nessa prevenção de perdas e as anotações são indispensáveis para o gerenciamento da propriedade leiteira, independente do tamanho desta, seja ela familiar ou gerida por profissionais contratados.

Para saber mais acesse:

frutag.com.br